Ceará

André afina discurso com Camilo e fica no cargo.

Mesmo coma a alta da criminalidade no estado, com a guerra de facções nas ruas, pessoas sendo degoladas e esquartejadas na periferia e a desordem completa nos presídios, o governo decidiu manter no cargo de secretário da Segurança Pública o delegado federal André Costa. Ele afina  seu discurso com o do chefe, Camilo Santana (PT), batendo pé e sustentando que os índices da violência são favoráveis, que os crimes de morte estão caindo no Ceará há sete meses.

Costa reapareceu, nesta quinta-feira (8), após um período de “mergulho” no período eleitoral. Diante  de câmeras e microfones, sustentou, ontem, que o Ceará vem apresentando um declínio de índices dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), que, na prática, são os homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Assegurou que caíram, também, os registros de latrocínios (roubos seguidos de morte) e que, neste quesito, o Ceará está muito acima da meta nacional da redução de assassinatos. Já o Ministério Público Estadual instaurou duas ações para apurar a veracidade ou não dos números de mortes que Costa e sua assessoria apresentam. Os promotores querem saber se está acontecendo uma “maquiagem” nestes números. Caso isto seja comprovado, o secretário pode ser enquadrado na lei por improbidade administrativa.

(ceara news 7)

Comente com Facebook